fbpx

Como vencer o estresse mental e corporal

por Bruno Fontana | | , , ,

pessoa estressada e com dor

Cientistas de Harvard nos Estados Unidos demonstraram que 80% das consultas médicas têm relação com estresse. Mas, como vencer o estresse corporal e mental?

Sejam em consultórios, clínicas, ambulatórios ou hospitais, todas têm relação direta com o estresse cotidiano. Este é um dado alarmante.

Isso nos leva a interpretar que se o estresse for combatido, haverá uma diminuição drástica no que diz respeito a consultas médicas. Este texto foi feito para ajudar você e quem você ama a fazerem modificações simples, mas importantes em suas vidas.

O estresse é um tema que abrange não só o indivíduo, mas também o bem-estar de todos aqueles que compartilham o ambiente com ele. Por essa razão, o tema deve ser visto como uma espécie de “epidemia invisível”.

É uma fragilidade emocional da qual interfere nos seus resultados profissionais, relacionamentos pessoais e bem-estar da sociedade em geral.

A rotina tradicional está matando seu cérebro

pessoa ansiosa cheia de tarefas

Como vencer o estresse sem saber o que o envolve? Sem dúvida a rotina tradicional é uma assassina silenciosa. Não se assuste, mas estou sendo literal: assassina-silenciosa.

Até com uma certa maldade no que diz respeito à saúde e completamente contra a própria natureza humana. Mas, calma. Existem formas de lidar com essa nova realidade, nenhuma sentença foi dada.

Definitivamente a nossa máquina biológica não foi feita para enfrentar a vida multitarefa. Tantos prazos, agendas, compromissos e informações. A distorção de que produtividade é fazer tudo ao mesmo tempo e com velocidade.

Pesquisas sugerem que o conhecimento de uma criança de 6 a 7 anos hoje, é superior ao que um imperador de 30 anos da antiga Grécia tinha.

A era pós-digital realmente trouxe muita informação, não é mesmo? Isso tem seu lado positivo, mas aos descuidados exige um grande preço.

Em nenhum outro momento da história nossa estrutura cerebral foi exposta a tamanho desafio de processamento. Estímulos sonoros, visuais, teorias, conceitos, tarefas, papéis sociais e muito acesso a informação. Mas muito acesso!

Ao mesmo tempo vivemos em um contexto horrível para a assimilação e retenção destes conteúdos. Tantas opções que é quase impossível saber para onde ir, em quem acreditar, o que ler, o que escolher.

Nos anos 90 uma pessoa localizada em um centro urbano recebia em torno de 2000 mensagens de marketing e publicidade por dia. Hoje, são uma média de 6000 mensagens por dia.

Cultura imediatista gera estresse

caminhos imediatistas gerando estresse

Em apenas 20 anos o número de informações de publicidade triplicou. Fora outros canais e meios de receber conteúdos. Nunca existiu uma sociedade tão diferente a cada ano. Tão líquida, como disse Zygmunt Bauman.

A obsolescência programada dominou não só o mercado, o curto tempo de vida das roupas e dos eletrodomésticos. Tudo foi feito para não durar. Não estamos sabendo lidar com isso.

O conhecimento se tornou mais superficial, apesar de horizontal. A preocupação em obter o sucesso rápido tomou conta dos corações e das mentes super-estimuladas.

No século passado o tempo até a gerência era de 20 anos. Todos ficavam tranquilos quanto ao caminho que precisava ser trilhado para chegar no objetivo.

Hoje a necessidade de resultados rápidos é perigosa. Não falaram que entre o branco e o preto existem infinitos tons de cinza – um caminho a ser percorrido. Aí a frustração acontece, bate forte e tomba o ser humano despreparado emocionalmente.

Pesquisas de psicologia revelam que apenas 14 minutos navegando pela timeline do Instagram são o suficiente para gerar emoções depressivas em indivíduos normais.

O problema são as tecnologias? De forma nenhuma. São as pessoas despreparadas para extrair valores saudáveis das tecnologias.

A mente super-estimulada não para, não entende o que é “estar presente”. Não aceita ler todo o livro, ela quer acabar logo com isso e ler o resumo.

Ao mesmo tempo que existem esses problemas vivemos no melhor momento da história. O momento ideal para questionar todas essas questões e com o nível de informações suficiente.

O estresse e a superatividade cerebral

pessoa sentada estressada e ansiosa

Como vencer o estresse da superatividade? Imagine se você fizesse academia, corresse ou jogasse o seu esporte favorito 24h por dia, como o seu corpo ficaria no final? Mesmo que conseguisse fazer, você levaria o seu corpo ao nível máximo de estresse físico, suas fibras romperiam.

Sua musculatura ficaria com lesões terríveis e você não conseguiria levantar da cama por alguns dias, devido a tanta dor. O cérebro é um pouco mais sutil, e não causa uma dor instantânea tão forte. Mas, da para dizer que os danos são ainda maiores.

A hiperatividade mental é uma das causadoras do estresse. Juntos podem causar insônia, ansiedade e depressão. Aumentar o ganho de peso, as chances de AVCs e enfraquecer imunidade.

Com imunidade baixa, seu exército defensor permite qualquer invasor gerar doenças. Também facilita o surgimento de câncer, diabetes, azias, gastrites e por aí vai.

Inteligência emocional como ferramenta poderosa

pessoa melhorando sua ansiedade e estresse

O emocional pode – e deve – ser seu principal arsenal para vencer o estresse. Há quem associa inteligência emocional com a capacidade de não sentir emoção ou ser um sobre-humano que controla o que sente.

Não é exatamente isso. Primeiro, a emoção é uma reação instintiva do ser humano e de todos animais mamíferos.

Está enraizada em uma estrutura tão primitiva do cérebro que é impossível controlá-la. É nosso lado puramente animal.

O que podemos e devemos fazer é compreendermos os nossos gatilhos, o porquê sentimos o que sentimos quando somos expostos a algo desconfortável.

A partir da compreensão, conseguimos ter clareza do porquê “aquilo nos pega” e fica mais fácil deixarmos de sentir a carga emocional que sentíamos.

Criamos um novo significado para o que incomodava. Com esse novo significado a carga emocional negativa desaparece ou enfraquece consideravelmente.

Ser inteligente emocionalmente é uma arma poderosa contra o estresse, e ser pouco inteligente neste campo é um aliado que fortalece muito este inimigo da sua saúde.

A inteligência emocional está ligada a sua capacidade de ser racional quando deve ser racional, e emocional quando deve ser emocional.

É um processo, um caminho, uma busca que sempre deve estar sendo aprimorada.

Você não dorme sendo o Meu Malvado Favorito, resmungão, e acorda a Madre Teresa, amorosa e tranquila.

Não é de um dia para o outro, é um progresso contínuo e consistente. A Monja Coen é a Monja Coen porque medita todos os dias, por horas.

E não o contrário. Ela não se tornou primeiro a Monja Coen e depois começou a se desenvolver emocionalmente. Você deve buscar antes se desenvolver, depois colher os resultados.

Querer o contrário é como querer comer frutas frescas da sua própria árvore, mas nunca se prestar a plantá-la.

O pior estresse: o gerado pelo que não pode ser mudado

chuva caindo e sol quente

Antes de aprender a como vencer o estresse é importante a não gerá-lo – e de graça! Imagine aquele colega de trabalho irritante. Talvez você tenha um ou já tenha tido.

Piadas chatas, irritadiço, falta de humor ou simplesmente o famoso “meu santo não bateu”. O fato é que ele continuará lá, sendo o que é.

Você provavelmente terá três escolhas. A primeira é não dar mais importância e parar de se chatear. A segunda é aprender a gostar do que de melhor a pessoa tem e a terceira continuar se chateando e nada vai mudar.

Verdadeiramente, qual escolheria? Quais os reais benefícios da sua escolha? É positivo para quem? Enquanto você estiver imerso em emoções negativas, os únicos pensamentos que terá serão negativos.

Alguém que sente compaixão não consegue pensar em agredir alguém. Sabendo disso, como você conduziria sua reação em relação ao novo amigo do trabalho?

Mais de 80% dos conflitos empresariais acontecem por falhas de comunicação. Essa mesma falha de comunicação é a que gera estresse individual, coletivo e social.

Perceba a necessidade das pessoas. Busque olhar para o que é importante para elas. Talvez elas queiram chamar atenção por se sentirem sozinhas e inseguras. Ou por terem aprendido na infância que sendo irritantes receberiam atenção.

E quando você bateu o carro ou foi roubado; o dia estava calor demais, frio demais ou chovendo demais? Alguém xingou você no trânsito ou cortou sua frente? Todas essas situações são ruins, algumas mais que outras, mas provavelmente inalteráveis.

A dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional. Não apegue-se a ele ao ponto de não deixá-lo ir embora e gerar resultados negativos em sua vida.

Aprenda a relaxar e diminua seu estresse

pessoas diferentes em posição de meditação

Como vencer o estresse através do descanso? Parece óbvio, mas a maioria das pessoas não sabe descansar. Algumas pensam que não merecem – por vezes inconscientemente – e outras não conseguem parar de pensar no trabalho. Não percebem que o descanso é um fator essencial para a produtividade.

Assim como a inteligência emocional é como um músculo que pode ser desenvolvido, a capacidade de descansar e relaxar também são. Você precisa aprender a relaxar.

Essa habilidade é fundamental para manter a saúde cerebral, criar novos neurônios e filtros – formas de ver a vida – positivos e saudáveis.

Muitas pessoas sentem-se culpadas por querer relaxar. Pensam que precisam produzir e que o relaxamento é oposto à produção. Quando na verdade o relaxamento é o principal apoio da produtividade.

O cérebro produz melhor com intervalos estratégicos, isso aumenta a produtividade e a qualidade do que precisa ser feito. Mais especificamente a cada 1h30, em média, o cérebro tem uma queda considerável de produtividade.

Sobretudo em atividades que exigem energia intelectual. É biologicamente impossível sustentar atividades cognitivas longas – e produtivas – sem pausas relaxantes.

Por isso em algumas empresas inovadoras a carga horária dos colaboradores é entre 5 e 6 horas, e não 8.

Lembra do exemplo do exercício físico 24h por dia? Assim como um músculo precisa em torno de 24h a 72h, para se recuperar entre uma atividade e outra, o cérebro precisa de cuidados e descanso.

7 Formas de diminuir seu estresse

1. Como Vencer o Estresse: Meditação

meditação guiada para eliminar estresse

Como vencer o estresse através da meditação? A meditação é uma estrutura usada pela River Sense nas experiências de bem-estar.

Mas você também pode realizar a meditação mais tradicional, sentando confortavelmente e buscando levar a sua atenção para o que mais lhe ajudará a focar e relaxar.

Pode ser uma música, um aroma, uma sensação corporal ou repetindo algum mantra mentalmente.

A meditação oferece benefícios incríveis através da modificação de 3 estruturas cerebrais diferentes, responsáveis pela regulação emocional, formação de memórias, amorosidade e percepção corporal.

2. Como Vencer o Estresse: Água de forma correta

beber água para eliminar estresse

Como vencer o estresse através da água? Beber a quantia certa de água para o seu corpo e necessidade. A quantia correta é entre 25ml a 35ml de água por quilograma corporal.

Dependendo da sua rotina, temperatura climática e necessidades especiais.

Normalmente, para alguém que não pratica atividade física é considerado 25ml/kg, enquanto alguém que pratica atividade regularmente e com certa intensidade é 35ml/kg.

Para um indivíduo de 70 kg, ficaria entre 1.750 ml a 2.450 ml, sendo importante considerar a temperatura climática, ingesta de fibras, entre outras variáveis.

A quantia de água durante o treinamento físico não conta para a sua ingesta diária.

3. Como Vencer o Estresse: Dormir o necessário

dormir bem para eliminar estresse

Como vencer o estresse através do sono? No sono REM, o estágio mais profundo do sono, é o momento em que o corpo se regenera com mais intensidade. Neste estágio são criadas as memórias de longo prazo e aprendizados.

Tudo que você aprendeu no dia será passado para um HD diferente. Como se fosse do seu computador, limitado, para a nuvem, ilimitada.

Também são liberados hormônios importantes para a regulação biológica do seu corpo, humor, imunidade. Sabe aquele mal humor de uma noite mal dormida que quebra o seu dia inteiro? Então, ele é biológico.

4. Como Vencer o Estresse: Alimentação saudável

alimentação saudável para eliminar estresse

Como vencer o estresse através da alimentação? A alimentação, assim como outras formas acima, possui uma atuação importante no combate ao estresse e saúde cerebral.

Os alimentos possuem uma carga energética e nutricional, liberando hormônios e atuando na estrutura do nosso corpo.

Cada pessoa possui uma necessidade nutricional, por isso não podemos restringir a complexidade que é a alimentação a uma “receita de bolo” que pode ser reproduzida para todo mundo.

5. Como Vencer o Estresse: Atividade física

atividade física para eliminar estresse

Como vencer o estresse através das atividades físicas? A atividade física é fundamental para regular todo o sistema biológico. Tanto a anaeróbica quanto a aeróbica, com uma predominância aeróbica.

A Epigenética comprova que a atividade aeróbica, de intensidade média-baixa e maior duração, gera um grande benefício para o sistema nervoso central, preservando e potencializando as estruturas cerebrais e funções neurológicas.

Além de liberar neurotransmissores “da felicidade”, causando sensação de satisfação, auto estima, etc.

6. Como Vencer o Estresse: Fazendo arte

pintura para eliminar estresse

Como vencer o estresse através da arte? Aos que gostam de atividades artísticas, música, canto, dança, pintura, escultura ou criar coisas, é uma forma bastante positiva para se chegar no estado da arte ou estado de flow.

Este é o estado de livre fluxo, livre expressão. Da para se dizer que é o foco dos profissionais que trabalham com desenvolvimento humano.

Estado da arte é quando você está na sua mais pura essência e expressão, um estado meditativo, de foco total em algo que está fazendo. Fazendo com amor e entrega total.

É uma criança brincando feliz, totalmente presente e desperta para o agora.

Isso traz mais sentido, criatividade e fluxo para o seu cotidiano. Sem contar as boas doses de neurotransmissores positivos que são liberados.

7. Como Vencer o Estresse: Experiência multissensorial de bem-estar

massagem para eliminar estresse

Lembra do Modelo Modular? Aqui ele ganha ainda mais sentido.

Se os seus pensamentos vêm dos seus sentimentos, é fundamental que você invista no que muda seus sentimentos.

Só falar palavras positivas, sem senti-las, ou ler livros de auto-ajuda sem envolver seu corpo inteiro na experiência pode não ser o suficiente. Normalmente não é.

Você precisa sentir. Nenhum conhecimento cognitivo, teórico ou nível acadêmico é exigido para isso: sentir.

Sentir é algo pré-programado em você. Basta aprender a estimular os sentimentos corretos para que as ações corretas aconteçam.

Vivencie uma experiência de bem-estar, prazerosa, que estimula os sentidos do corpo e finaliza com uma condução de gratidão diferente do que você já viveu.

O Método River foi projetado para ter um impacto maior do que a massagem tradicional e criar novos filtros de gratidão pela vida.

Ou seja, aumentar a sua capacidade de perceber o que de melhor você possui na vida, mesmo que nesse momento não consiga enxergar.

A meditação, aroma, música, gratidão e massagem são ferramentas que, no Método River, se interligam de forma estruturada para criar uma atmosfera multissensorial.

Não é necessário racionalizar nada. Quanto mais se entregar e permitir fluir no protocolo de atendimento, mais resultados terá.

Se você ainda não conhece o primeiro método integral de massagem expressa do Brasil, permita-se sentir o que de melhor é possível ainda hoje.

Busque o profissional mais próximo de você, tire todas suas dúvidas e marque seu horário.